Radio Grooveshark

quinta-feira, 14 de março de 2013

O que sou eu?




O que sou eu?


Sou mulher e criança
concha fechada
livro aberto
tudo ao mesmo tempo.
Serei eu poeta?
Sou choro e tristeza
na mesma canção.
Encharco-me de letras
brinco com as palavras.
Solto a imaginação.
Gosto de sonhos embalar,
de palavras juntar.
Tenho olhos no ouvido
e a boca no coração.
Só enxergo no escuro
salto por sobre o muro
que me tolhe a liberdade.
Sou vogal e consoante
harmonia destoante
caminho distante
sou magia, fantasia.
Sou delírio, colírio,
sou martírio.
sou nuvem sofrida
perdida no céu.
Serei gata ou serpente?
Realismo ou revolução?
Tímida ou atrevida?
Ou só uma cisma?
Sou coisa de momento
maré mansa, maremoto.
Sou lamento e tormento.
o pretexto do contexto
sou rabisco sem nexo
na verdade não passo
de um papel de rascunho.

Sandra L. Felix de Freitas
19/01/2005