Radio Grooveshark

domingo, 13 de outubro de 2013

Relações tóxicas II



Eu nunca usei drogas, mas já li muito sobre seus efeitos... Conheço pessoas que são dependentes químicas, e vejo o sofrimento destas e de suas famílias.
Existem pessoas que, dentro de um relacionamento, funcionam como uma droga de alto potencial de destruição! 
O indivíduo de personalidade narcisista é assim. No início da relação, ele dá ao outro altas doses de "sua droga" fazendo com que o outro sinta-se amado, desejado,  eufórico, feliz, pleno!
Depois, sem o menor aviso ele lhe tira tudo. A seguir, em dias alternados, depois em semanas alternadas, vai lhe dando pequenas doses dessa droga, que fazem a sua "vítima" sentir um pequeno alívio na dor da abstinência... E é triste, muito triste e humilhante a pessoa ficar a espera de que um dia o narcisista volte a lhe dar aquela alta dose da sua droga: amor e paixão... 
E a vítima desse indivíduo continua ali, por meses, algumas por anos... suportando tudo, somente pela expectativa de que um dia ele lhe olhe novamente com o mesmo desejo, com a mesma admiração...  Mas isso jamais irá acontecer. Porque esse tipo de gente é desprovido de sentimentos do tipo: amor, empatia, culpa, etc. 
E saiba que, independente do esforço da vítima em fazer feliz o narcisista, ele sempre a culpará por tudo de ruim que, supostamente, aconteceu na vida dele.
A única solução? Vá embora e não olhe para trás.

Sandra Freitas