Radio Grooveshark

domingo, 3 de fevereiro de 2013

Absoluto Silêncio


Absoluto Silêncio

Sinto-me como
areia à beira-mar,
jogada para lá e para cá...
Se a lua me sorrisse
se ao menos ela me visse
tomasse ciência de meu existir,
com certeza ela com seu brilho
escreveria meu nome
nas ondas revoltas
da minha solidão

Se a lua me sorrisse
agora, como nunca,
e meus olhos te vissem
e minhas mãos te encontrassem
se ao menos eu soubesse
como continuar a viver
sem enlouquecer
no absoluto silêncio
desta solidão...

Sandra L. Felix de Freitas®