Radio Grooveshark

quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Quando morre o sonho


Quando morre o sonho

No fim das contas
toda a tua falsidade
e mentiras que contaste
fizeram-me, a cada dia,
mais forte e mais capaz...
Agora, as malas prontas,
sinalizam a grande verdade
parto hoje em busca de paz
à procura da minha sorte...
Levo no bolso uma poesia
no peito muita esperança
na cabeça tua sentença
M
O
R
T
O
estás
Assisti à tua morte.


Sandra L. Felix de Freitas®